Pesquisar este blog

domingo, 19 de agosto de 2012

Meus números



Em um minuto posso te ensinar
A dois, o popular, eu gosto mais
Diga três motivos para não te querer
Estou de quatro pra ficar com você
Com cinco palavras faço você se apaixonar
Não te espero contar até seis jamais
Vamos criar sete novos segredos esta noite a escolher
Comigo tudo oito ou oitenta
E tudo pode se resolver num meia nove espetacular
Meto, te chupo e te lambo em dez minutos
Do onze não faço questão
No doze dispenso nota desde então.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Íntimos


Dizem que somos íntimos
Somos apenas 4 amigos
Gostamos de ver as vergonhas de cada um
Todos juntos, separados, nada comum
Gosto de acariciar os pêlos loiros da púbis de Mariana
Beijando Ana
Comendo o Marcelo
Admirando a falo dele reto e belo
Dominado entre as minhas pernas o glúteo delas
As duas se tocando e gemendo feito duas cadelas
E eu gozando na boca carnuda dele
Batendo uma só pra ele
Aqui todos dão o cu
Nada é proibido
Quando se tem libido
A ninfomaníaca que não quer envelhecer
Gosta de dá  depois de fumar um dois
Dá até pro cobrador de ônibus
Abre as pernas pro seu psicologo antes da consulta
A outra, a putinha da família que cavalgava sobre o pau do tio
Foi expulsa de casa, ganhou seu ônus
O Marcelo perdeu a virgindade com uma defunta
Pelo menos não pagou multa
E eu... O meu pai disse trabalhar
Virei ator pornô
Vi tudo que é tipo de buceta
Aqui é proibido acanhar
Somos assim... íntimos
Tem alguma pergunta
A intimidade é nossa entre quatro paredes
Mas aceitamos visitas
Deixamos sempre todas as janelas abertas.


Beleza de vitrine


A última prótese de silicone
Na TV bundas para subir a audiência
No espelho você se olha com que frequência?
Gosta do que ver? Consome?
Negra do cabelo duro ou liso?
A beleza do teu olhar em teu sorriso
Vou comprar um carro e me tornar bonito
Beleza americana, oriental, européia
Eu quero a beleza dos índios
Quanto custa o rosto perfeito?
Aposto que tem defeito
Magro, musculoso, epopeia
A beleza está no corpo?
É mais fácil apontar o feio do que o belo
E o feio no belo
Harmonia, simetria, agonia
Beleza passageira
Dizem que só os jovens tem
Medo de envelhecer
Lei natural das coisas
Então fui mais belo anteontem
A ciências e suas fórmulas
Como se existisse em fórmula
A mídia e seu rostinho bonito
Eu quero da beleza a súmula
E não buscá-la em vitrines aflito
Sugando a beleza, a jovialidade, a hombridade
Beleza não está em liquidação
Mas está em promoção logo ali na esquina
Diante do bonito não há ação
Só valorização
Mas aqui as coisas se desvalorizam tão rápido
Eu quero da noite a adrenalina
Caminhando pela vitrine
Talvez amanhã não esteja mais aqui
Porque beleza cansa
E algumas vezes você se engana com o rótulo
Talvez a beleza não esteja nem aqui


Não me ensinaram sobre o amor


Eu não sei nada sobre o amor
Me ensine, por favor
Eu já não consigo mais fazer as coisas do dia a dia
Pois só penso em você, e eu pensava que não podia
Com você estou no ar
E eu pensava que pássaros voavam
Não dá para explicar quando fecho os olhos ainda dá pra sentir seu cheiro
Eu pensava que pessoas como eu não amavam
Pois as vezes me sinto egoísta cobrando do amor a fagulha do isqueiro
Já estava meio desacreditado
Acostumado a ser sozinho
Procurando resquícios de carinho
Achando que amor era amar alguém
E eu já não querendo mais ninguém
Mas chegou você de um meio não tão inusitado
Mas nunca pensei em tentar por esse caminho
Você ofereceu abrigo num momento em que procurava um porquê
Você ofereceu um sorriso num momento em que não queria buquê
E me tirou um sorriso num momento em que as lágrimas era o mais fácil
Você me deixa mal acostumado ao se preocupar comigo
Você me deixa de olhos brilhando ao me dá sua atenção
Me ensina a retribuir essa atenção, me distraio rápido digo
Mas minha distração preferida é estar com meus dedos entre seus cabelos
Sair deles não faço nem menção
Aí já me vejo esperando uma ligação
A caixa de entrada lotada
E diante de suas palavras ficando sem ação
Esperando apenas a entrada
A entrada na sua vida
Deixa eu cuidar de você e me ensine a cuidar de mim
As vezes acho que esqueço um pouco de mim
Um pouquinho em cada um nessa estrada
Não te peço para curar ferida
Eu só tenho medo que lhe cause elas
E de suas bobagens eu não consigo mais ficar longe delas
O nosso beijo foi no cinema
O nosso encontro foi no shopping
E eu acreditava que isso era um problema
Não me disseram o significado do amor
Não procurei em dicionário
Talvez eu nem saiba definir com meu glossário
É que as vezes acho que é tão indescritível que as palavras não cabem
Pena que amor não rime com felicidade
Porque essa é sua melhor qualidade
Por isso não digo que te amo
Eu digo que desde que lhe conheci você me faz uma pessoa mais feliz
Porque acho que não há melhor prova de amor a se dizer
Que é dizer que quero estar feliz com você.

Central blogs

div align="center">Central Blogs

Colméia

Colmeia: O melhor dos blogs

Ueba

Uêba - Os Melhores Links