Pesquisar este blog

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Curtas urbanas.

Mariana é uma jovem de 30 anos que passa pela chamada crise dos 30. Não casou, não tem filhos. Acredita em amor a primeira vista, ela está toda feliz, pois marcou um encontro com o cara que lhe deu uma bolada na cabeça, causando a ela um traumatismo craniano.


O jantar.

-Esvânia esse vestido está bom?
-Você de rosa-choque dona Mariana?
-Por quê?
-Porque não é só ele que vai te notar, mas a torcida inteira do Maracanã.
-É melhor um pretinho básico né?
Ela se veste e vai para a sala e encontra a prima Abigail arrotando e se coçando vendo futebol.
-Não quero você aqui de noite tá, dispensei Esvânia para o pagodão. Então também desapareça.
-Tá querendo transar com ele?
-Não, não sou dessas que vai pra cama com um homem que conheceu na primeira noite.
Hum tá. Não dê o telefone a ele, espera ele pedir. E se der, espera ele ligar. E faz gostoso.
-Hã?
No restaurante.
-Você demorou.
-Eu tava... cuidando de uma afilhada, um amor de menina. -sorrir -Pediu o quê?
-Um pato grelhado, com um arroizinho e uma salada de maionese.
-Adoro maionese. -dão risada.
-Gostei do vestido, se pudesse arrancaria no dente agora.
Mariana se engasga com a água.
-Está bem?
-Estou... Tô.
-Faz o quê?
-Sou... sou fisioterapeuta.
-Hum, então eu vou querer uma massagem com essas mãos. -pega nas mãos dela.
-A comida chegou.
Quinze minutos depois terminam de jantar.
-Que tal agora o prato principal? Na minha ou na sua casa?
-Não tem nada pra comer na minha casa.
Ele dá risada.
-Não estou falando disso, mas disso.
-Ui. -ela sente algo entre suas pernas - O que é isso?
-Quer saber mesmo?
Ela bebe água.
-Quer mais vinho?
-Não, não, não. Já bebi demais. Perdi a conta.
No carro.
-Pronto em casa. Não vai me convidar pra subir?
-Tá uma bagunça lá.
-Quem disse que pretendo desfazer a bagunça?
Sobem.
-Vou botar uma musiquinha.
-Onde é o banheiro?
-Ali. -ele vai ao banheiro.
Ela vai à cozinha e pega cubos de gelo e passa pelo corpo.
-Ui.
Olha pra baixo e pros lados e mete uns por dentro da calcinha.
Ela toma um susto ao vê-lo nú na sala.
-O que é isso?
-Minha grossinha. Gostou? Vem cá vem.
-Peraê.
Ela começa a derrubar as coisas. Ele a encurra-la na parede.
-Não... Não... Não.
Ele beijando o pescoço dela, começa a descer.
-Sim... Sim... Sim. -ela com os olhos fechados.
Ele para e ela abre os olhos. Ela se ajeita e dá um sorriso sem graça.
-Faz sexo oral?
Desculpa, eu não faço. É muita coisa pra minha boquinha. Eu tenho medo de engasgar e terminar engolindo, mas admiro quem sabe usar a boca dessa forma. Em termo de sexo sou cristã ortodoxa.
-Eu sou espírita Kardecista ou de Umbanda. -da risada - Onde é o quarto?
A leva pro quarto e a joga na cama.
Cinco minutos depois, ele a penetrando.
-O que foi? -pergunta ela.
-Ficou preso.
-Ficou preso o quê?
-Aquilo.
-Minha nossa. Tira! Tem que sair.
-Não consigo.
-Ai meu Deus porque não escutei a minha mãe. -ela tenta a procurar a chave na cama - Ai cadê a chave
-Você está pegando a minha bunda.
-Será que conseguimos nos levantar? Pra ir até a janela chamar ajuda. Eu dispensei a empregada, ela só volta amanhã.
-Então vamos ficar a noite toda assim?
-Uma hora você vai ter que deixar de ficar com o pau duro e essa porra vai sair.
-Eu tomei seis comprimidos daquele do azulzinho.
-Puta que pariu. Vamos tentar falar de coisas brochantes. TV Xuxa.
-Preta Gil.
-Gripe suína.
-Cartão de crédito.
-Tô com dor de barriga.
-Diarréia. Não está funcionando.
Amanhece e entra em casa Esvânia.
-Ai dona Mariana!
-Ai Esvânia que bom que você chegou, chame ajuda. Estamos enroscados aqui.
-Ele ta pelado.
-Tá Esvânia. Você nunca viu bunda de homem?
Uma hora depois, eles são retirados por maca, e imprensa fotografando e filmando tudo e bando de curiosos.
-Ai que vergonha.
-Pelo menos está tirando foto da sua cara. E a minha? A minha bunda vai estar em todos os jornais amanhã.
-Bem feito, culpa sua. Quem manda ser anormal.
-Você que tem uma buceta pequena.
Uma senhoras.
-Nunca vi isso.
-Isso o quê? Homem pelado?
-Não, alguém ficar preso, ai você sabe.
-Ela não me enganava com aquele jeitinho de santa.
Abigail e Esvânia do outro lado.
-Isso aconteceu para confirmar minha tese, existe para cada xoxota um pinto adequado, tipo P, M, G, GG, sabe.
No hospital Mariana no quarto, entra Abigail.
-Que vergonha -Mariana.
-Querida pense no lado positivo, você realizou um feito. Quantas mulheres não queriam permanecer com um pau duro dentro delas por 7h e 35 min. Pesquisei até no Google para ver se seu feito poderia a colocar no Guiness book, mas uma mulher ucraniana já tem o record de 12 h e 20 min.
Entra Flávio.
-Ele pediu desculpas pelo transtorno. Não sei por que esses homens temem tanto e vão buscar esses métodos, se são sadios.
Mariana volta ao apartamento de óculos escuros, pega o elevador correndo. Iriam entrar umas pessoas, mas ela fecha. Sai e sobe as escadas sem olhar pra ninguém e entra em casa, senta no sofá.
-Devoradora de pau! -uma voz lá de cima.
Abigail senta ao lado dela.
-Nunca mais ponho os meus pés na rua.
-E querida, logo logo esquecem.
-Quando você vai embora?
-Está me expulsando?
-Você disse que iria ficar um mês aqui, mas já se passou quatro meses.
-Eu sou o seu amuleto da sorte pra homem.
-Desde de quando? Botei fogo numa casa de stripper masculino, tive traumatismo craniano e fiquei conhecida como devoradora de pau.
-Ai é assim né? Magoei.
-Esvânia se assustou ao ver a bunda de um homem. Acho que ela nunca viu homem pelado.
-Tenho a teoria que ela é virgem. Qual era o tamanho? Flávio me disse que sem ereção o negócio já era grande, tipo até o meio da coxa.
Mariana começa a falar.

6 comentários:

Esther Saldanha disse...

X]
OMG

Manoel Leonam disse...

priapismo fellings

Esther Saldanha disse...

deve ter sido o gelo X]

Marília : disse...

Caramba!! oO

Marília : disse...

É..concordo,deve ter sido o gelo!

Paty disse...

a história foi longa mas até que bem divertida.

Central blogs

div align="center">Central Blogs

Colméia

Colmeia: O melhor dos blogs

Ueba

Uêba - Os Melhores Links