Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Velhos tempos.

Tenho saudade de aprender algo
Eu sei que esse tempo todo não fui um bom aluno
Levei zero em matéria de amor
Fui para a recuperação para aprender a ter atitude
Temi a prova da vida
Não me ensinaram sobre a dor
Aprendi isso do jeito mais amargo
Lamentando a minha ferida
Fiquei de castigo por causa dos medos
Queria de volta os recreios
Esqueci alguns conceitos pelo caminho
Aprendi a ler olhos e a escrever aos corações
Me arrependo de algumas ações
Mais das que eu não fiz
Já tomei suspensão por bom comportamento
Já colei para melhorar o meu rendimento no termo de sexo
Decorei o que a sociedade considera como certo
Mas não resistir a estudar o errado como bem eu quis
Da aprovação de ser um bom filho cheguei perto
Na verdade sempre estou pesquisando você, ao encalço do seu pé
Seus defeitos, suas qualidades
Não importa as idades
Gosto do bicho homem, apesar de ser o mais difícil de compreender
Já deixei de estudar por não acreditar na sorte
E por não ser um homem de muita fé
Não acreditei que eu era forte
Será que a vida é complicada?
Ou é nós que somos?
Agente nem soma e muito menos divide
Fazemos cálculos complicados sem saber como chegar a solução
Aprendi que amizade não se mede
Esses sim me deram dez
Obrigado vida pela lição.

3 comentários:

Jean Leal disse...

É bem nostálgico!Adorei!

Satiko disse...

"Mas não resistir a estudar o errado como bem eu quis"

Criativo.Adorei!

É bem isso mesmo,a gente vive pra aprender,e morre sem saber quase nada...

Daniel Silva disse...

Tenho inveja de quem consegue escrever coisas assim. De verdade.

Abraço

www.esteticamusical.com

Central blogs

div align="center">Central Blogs

Colméia

Colmeia: O melhor dos blogs

Ueba

Uêba - Os Melhores Links